Fabricante do software líder mundial em análise de risco e de decisão
ENGLISH I ESPAÑOL I PORTUGUÉS I FRANÇAIS I DEUTSCH I 日本語 I 中文 I РУССКИЙ
Desenvolvimento personalizado: exemplos

A seguir, apresentamos vários exemplos de aplicativos personalizados criados pela Palisade Custom Development. Todos eles foram programados usando o XDK do @RISK no Excel.

 

Estimativa de custo
Neste exemplo, o @RISK é usado para fazer uma estimativa e análise de risco de custo. O aplicativo instrui o usuário a fazer uma estimativa em três pontos para cada item de custo do projeto, como meio de reconhecer a incerteza desses elementos de custo. É criado um registro de riscos em uma interface tipo grade colorida simples. Em seguida, como na vida real raramente os custos são independentes, o usuário pode estabelecer correlações entre elementos de custos relacionados. Por último, o usuário pode definir eventos de risco externos que poderão afetar o custo total do projeto.

Depois de fornecidos esses dados, o aplicativo executa uma simulação no @RISK e apresenta os resultados em forma de tabelas e gráficos. Os resultados podem ser usados para identificar fatores de risco e mapear estratégias para reduzi-los.

 

Planejamento de aposentadoria
Neste exemplo, o @RISK é usado para analisar o investimento de fundos de planejamento de aposentadoria. O aplicativo instrui o usuário a inserir parâmetros do portfólio e características do perfil do cliente.

Depois de fornecidos esses dados, o aplicativo executa uma simulação no @RISK para avaliar o desempenho do portfólio em anos futuros, assim como os efeitos de diferentes taxas de retirada de dinheiro após a aposentadoria. Os resultados são apresentados na forma de tabelas e gráficos.

 

Desenvolvimento de campo petrolífero
Empresas petrolíferas necessitam avaliar novos campos ou poços em situações em que os dados concretos são escassos. Com base em dados sismológicos, os analistas fazem estimativas da distribuição de probabilidade do tamanho da reserva. Mesmo com muito poucos dados factuais disponíveis, as empresas têm de quantificar e otimizar o valor presente líquido (NPV) do ativo. Elas precisam otimizar o número de poços a serem perfurados, o porte das instalações de processamento e a o platô de produção do campo.

Essa análise pode ser simplificada se o perfil de produção for representado em três fases.

(1) Build up: O período de perfuração dos poços até obter ganho suficiente de produção para encher os reservatórios

(2) Platô: Depois de alcançada a taxa de produção (platô) desejada – é o período em que a produção continua nessa mesma taxa enquanto a pressão do reservatório se mantém constante, até uma determinada fração das reservas ser produzida. Nas fases iniciais do desenvolvimento, essa fração pode ser estimada, e a produção acima de determinada taxa influencia a duração do platô.

(3) Declínio: Período em que a taxa P de produção diminui na mesma proporção em cada passo temporal, levando à função exponencial P(t) = P(0) exp(-c*t), onde t é o tempo decorrido desde o início da fase de platô e c é uma constante. Com base apenas em estimativas do tamanho total das reservas (STOIIP) e porcentagens de recuperação, o objetivo é selecionar uma taxa de produção, o tamanho das instalações e o número de poços de modo a maximizar determinada medida financeira. Neste exemplo, a medida usada é o P10 da distribuição de NPV. Ou seja, a empresa de petróleo quer otimizar o valor de NPV para obter no mínimo 90% de confiança.

Conforme descrito, esse problema não é trivial mas também não é excessivamente complexo. Uma alta taxa de produção de platô não perde nenhuma reserva mas também não aumenta os custos decorrentes de poços adicionais e instalações de maior porte. Contudo, o custo das instalações por unidade diminui conforme o rendimento aumenta, portanto, escolher a taxa mais alta aceitável e, de acordo com isso, escolher as instalações e o número de poços pode ser a solução adequada.

 

Análise de risco integrada: custo e cronograma
Este exemplo mostra como importar dados do Microsoft Project para o Excel para reproduzir relações de precedência dentro de uma planilha específica e executar uma análise de risco integrada com o @RISK no Excel. O exemplo parte do pressuposto de que todas as relações são do tipo Término-Início (sem defasagens) e que o projeto é baseado em um calendário de 7 dias/8 horas.

Além disso, você pode definir estimativas em três pontos do custo e duração das atividades do projeto, e criar um registro de riscos para a análise.

 

 

Palisade Brasil
Praia de Botafogo,
nº 501 Sala 101, Botafogo
22250-000 Rio de Janeiro-RJ
+55 (21) 3958 1443
+1 607 277 8000 x318 tel
800 432 7475 x318 E.U.A.
vendas@palisade.com
Palisade
800 432 RISK (US/Can)
+1 607 277 8000
sales@palisade.com
www.palisade.com
Palisade EMEA & India
+44 1895 425050
salesEMEA@palisade.com
www.palisade.com
Palisade Asia-Pacific
+61 2 8249 8239
salesAP@palisade.com
www.palisade.com
Palisade アジア・
パシフィック
東京事務所
+81 3 5456 5287 tel
sales.jp@palisade.com
www.palisade.com/jp/
Palisade Latinoamérica
+1 607 277 8000 x318
800 432 RISK (EEUU/Canadá)
+1 607 277 8001 fax
+54 (11) 5252-8795 Argentina
+56 2581-3492        Chile
+507 836-5675        Panamá
+52 55 5350 2852   México
+51 1 708-6781       Perú
+57 1 508-5187       Colombia
servicioalcliente@palisade.com
ventas@palisade.com
www.palisade-lta.com